quarta-feira, 15 de abril de 2015

SER TUDO O QUE ÉS

  
Até aqui, já abordamos matéria suficiente para que fiques com uma ideia correcta acerca de quem,
realmente, tu és. Assim, a pergunta seguinte poderá ser: Como faço para expressar, para ser este ser mai-
or de mim mesmo?

  A raiz da palavra grega «entusiasmo» é «en» e «teos» o que, literalmente, quer dizer «dentro de
Deus».

   Portanto, qualquer coisa pela qual sintas entusiasmo está no ESPÍRITO e, automaticamente, trar-te-
á satisfação; o que não trouxer não está no ESPÍRITO. Se não trouxer, pergunta-te porque continuas a
fazer tal coisa, quer se trate de um trabalho que odeias, quer seja uma doença. Tu estás no ESPÍRITO
quando sentes satisfação. A chave consiste em manteres-te atento ao que sentes em relação às coi-
sas... em vez de te concentrares no que pensas acerca dessas coisas ou no que pensas que deverias
sentir.

   Tratar de conseguir uma claridade física, emocional e mental é essencial para manifestar o ESPÍRITO
plenamente. Seguindo por este caminho, dar-te-ás conta de que os sentidos físicos se agudizam bastante;
saberás acerca de coisas sobre as quais nunca leste ou ouviste falar nem poderias ter deduzido como, por
exemplo, o que acaba de chegar pelo correio ou quem te vai telefonar. Confia nisto e diverte-te!

   Irá parecer-te que estás a sonhar, lúcida e vivamente, quer dizer, saberás que estás a sonhar dentro de
um sonho. É aqui que, verdadeiramente, começa o jogo, pois os sonhos são o cenário onde, enquanto ES-
PÍRITO, a espécie humana cria e manipula a realidade de todos os planos.

Neste planeta, todos começam por criar a sua realidade no plano físico quando estão a sonhar!

    Quão divertido é manipular conscientemente a realidade por forma que ela se realize antes que ocorra
fisicamente!

    Além disto, passando a considerar, antecipadamente, os acontecimentos da tua vida, podes decidir
quais deles se manifestarão fisicamente. A tua habilidade para manifestar coisas e pessoas na tua vida
aumentará a tal ponto que passará a acontecer aquilo que pensares e sentires. Vê a mão do ESPÍRITO a
trabalhar, ou melhor dito, a brincar nos inumeráveis detalhes do quotidiano.

    Percebes agora porque é tão importante ter claridade mental e emocional?

   É isto, evidentemente, que a espécie humana tem vindo a fazer desde o princípio, só que, individual-
mente, não deixaram espaço suficiente para poderem observar completamente todos os padrões criados a
partir do nível do eu-espírito. O ESPÍRITO, uma vez libertado do medo que bloqueia o seu próprio fluxo,
pode trabalhar, através de ti, sem resistência ou distorção.

   E, aqui, quero enfatizar que estou a referir o ESPÍRITO, não o eu-espírito; estou a falar do âmbito pleno
do ESPÍRITO, desde o arcangélico até ao dos gatos, dos cães e das plantas domésticas.

   Se te acontecer alguma coisa que preferias que não tivesse acontecido, concentra-te nisso e per-
gunta: Isto é útil à ascensão? Desde que encontres uma resposta, a situação começa a mudar rapida-
mente.

   Irás sentir-te parte do universo, em vez de separado. Por exemplo, quando passares perto de uma árvo-
re, sentirás a energia dévica e desfrutarás desse pequeno intercâmbio. Começarás a sentir a magia de
estar vivo, de estar dentro do fluxo. Esse sentimento de paz e de serenidade, que sentias somente quando
estavas a meditar, muito rapidamente se tornará comum. Cada encontro com outra pessoa converter-se-á
numa amorosa ocasião de cura. E, desde que o desejes, serás capaz de, livremente, contactar com qual-
quer entidade não-física para trocar informação ou, simplesmente, conversar. Como a noção do que é


apropriado guiar-te-á no quotidiano, saberás, exatamente, o que fazer... E, quando acabares de ler este
livro, oferecê-lo-ás a outra pessoa porque tudo o que precisares de saber, sabê-lo-ás através do ESPÍRITO!

   Antes disso, porém, voltemos a dar atenção às frequências mais elevadas do «eu». Vimos, antes, que o
nosso José da Silva não é mais do que o ESPÍRITO desempenhando a função de José da Silva. Esta função,
porém, existe ao longo de todas as bandas.

E cada uma destas bandas é um aspecto mais elevado de José da Silva!

Agora: se José da Silva desejar converter-se em tudo o que é, como fará para consegui-lo?

Muito simples: fará essa pergunta a si mesmo... nessa frequência!



Vejamos: