domingo, 12 de abril de 2015

O TRABALHO COM O CHACRA UNIFICADO



   Basicamente, o processo implica estar numa posição cômoda e descansada, respirando profundamente,
absorvendo Luz para dentro do chacra do coração. Em cada expiração, visualiza o chacra do coração a
expandir-se em todas as direções, como se fosse uma esfera. À medida que inspiras e expiras, expande-o
por forma a que vá abarcando, sucessivamente, os pares de chacras:


o terceiro com o quinto,

o segundo com o sexto,

o primeiro com o sétimo,

o ómega com o alfa,

o oitavo com os joelhos,

o nono com os tornozelos,

o décimo com os pés.


   Os chacras alfa e ômega têm estado latentes até agora, mas acabam de ser reativados. O chacra ôme-
ga, a cerca de 24 cm abaixo da base da coluna vertebral, liga-te à consciência planetária. Assim, a ligação
à terra que realizavas através do chacra raiz, deve passar a ser feita, através do chacra ômega; por sua
vez, o chacra alfa, a cerca de 24 cm acima da cabeça, favorece o contacto com o teu Corpo de Luz da 5ª
dimensão. Assim, o teu Chacra Unificado passará a ser uma esfera de luz dourada, de 6 a 15 metros de

diâmetro, a qual será o centro do teu campo unificado que poderá vir a atingir vários quilómetros de diâ-
metro.

   Dado que o campo espiritual coexiste com este campo unificado, o passo seguinte é pedires ao nível
apropriado do teu eu-espírito que funda a sua energia com a do campo unificado, a partir do chacra do
coração.

   Depois disto, podes continuar e experimentar-te a ti mesmo como um ser verdadeiramente multidi-
mensional, expandindo a esfera do Chacra Unificado até que ele abranja:

o chacra onze – o nível da tua alma grupal,
o chacra doze – o nível crístico e do teu eu-espírito,
o chacra treze - a presença do EU SOU,
o chacra catorze - a Fonte.

   O Chacra Unificado evita o tradicional sistema de chacras separados que lidava com a energia seleti-
vamente. Aqui, quando recebias energias de ira ou poder do exterior, respondias inconscientemente, por
exemplo, com o primeiro chacra (medo) ou com o terceiro (contraposição de poder), isto é, ou desatavas
a fugir ou fortificavas-te para defender o teu território!

   Agora, porém, com o Chacra Unificado, surge um padrão completamente novo: responderás com o teu
ser completo, incluindo o ESPÍRITO, de tal forma que poderás agregar uma poderosa dose de amor ao teu
espectro energético. Ao nível do eu-ego, podes continuar a fazer como fazias antes; só que, agora, os
campos das outras pessoas passarão a receber de ti energia de amor... embora, no início, isso as possa
deixar um pouco confundidas por não estarem habituadas!

   Portanto, como dispões da energia de amor nos teus campos, continuarás a sentir a calidez dela dentro
de ti... mesmo se alguém te «atacar»! Em algum momento desse episódio, ou tu ou o «atacante», ou
ambos, começarão a sorrir e, de repente, a tensão desaparecerá.

   É por isso que o Chacra Unificado é a panaceia perfeita para tudo o que te apoquenta.

   Recomenda-se a unificação dos chacras várias vezes ao dia. Com um pouco de prática, serás capaz de
decretar para ti mesmo: «unifiquem-se!» e, instantaneamente, converterás todos os chacras em um só,
unificado.


   E que tal se usares este «remédio» com fins construtivos, em vez de para destruir?

   Apesar da energia do ESPÍRITO ser de alta frequência, ela gera ondas estacionárias cujas frequências –
as sub-harmônicas dela mesma - «empatizam» perfeitamente com as bandas de frequência dos teus cam-
pos físico, emocional e mental. Quando trabalhavas com o sistema de chacras separados, estavas habitua-
do a que, por exemplo, o terceiro chacra manejasse as frequências do poder, o quinto e o sexto lidassem
com as formas de pensamento, etc... mas nenhum deles administrava tudo simultaneamente; mais:

somente os chacras abertos permitiam que certas facetas do teu eu-espírito chegassem aos campos mais
baixos. O Chacra Unificado, porém, permite a articulação completa de todos os aspectos do ser.

   As tuas respostas passam a proceder integralmente do eu-espírito, o que significa que passarás a estar
activo... em vez de reactivo, a viver ancorado no amor e não no medo; serás transpessoal em vez de esta-
res ancorado na personalidade.

   Será então que te aperceberás de que até a raiva é uma energia divina!