quarta-feira, 15 de abril de 2015

CONVERTE-TE EM TUDO O QUE ÉS!


   Unifica os chacras e pede ao nível apropriado do teu «eu-espírito» que se funda com os campos mais
densos. Como já sabes como se desenrola a experiência, saberás o que fazer. Assim, encontra-te com Ele
no cristal rosado 7 e pede que a tua mente consciente possa ver o que se está a passar nas tuas frequên-
cias mais elevadas. Verás imagens, ouvirás vozes e conhecerás, intuitivamente, como opera certo nível do
teu «eu-espírito» quando realiza o tipo de função de que temos estado a falar.

   Não existe nenhuma maneira de predizer o que verás ou experimentarás. Poderás ver-te em movimento
sobre uma ampla malha de filamentos brilhantes, tecendo novas conexões à medida que avalias ou sele-
cionas possibilidades; poderás ver-te numa reunião de planificação para edificar um novo planeta ou ensi-
nando altas matemáticas num enorme edifício de cristal que refulge desde o seu interior.

    Seja como for, acredita que não estás a inventar! O ESPÍRITO faz, de facto, estas coisas – faz-te a
ti, inclusivamente – quer te dês conta disso ou não.

   No princípio, talvez não percebas o que se passa. Poderás ver-te a ti mesmo nessa função criadora e
perguntar: como saberei se devo considerar essa linha de probabilidade ou qual é a melhor possibilidade?
Não te preocupes! À medida que fores passando cada vez mais tempo nos planos superiores, aumentará a
habilidade para, conscientemente, sintonizares com o que estás a observar e, muito simplesmente, ficares
a saber através do conhecimento directo. Talvez isto demore alguns meses; mas chegarás lá porque se
trata de ti mesmo fazendo estas coisas.

  Portanto, no que diz respeito àquela ideia de que possuis um ser espiritual... bom... realmente, tu tens
uma vida plena nesses níveis. Todavia, é mais acertado dizer que o teu eu-espiritual é que te tem a ti!

    Talvez esta habilidade de sintonizares com as tuas próprias frequências mais altas te leve a passear
pelos diversos planos, por outros planetas ou, inclusivamente, por outros universos onde as regras são
totalmente diferentes. Por agora, a coisa fica nas tuas mãos; tu és Mestre e controlas tudo o que experi-
mentas. No entanto, todos estes «passeios» terminam sempre da mesma maneira: tu, dentro do teu corpo
físico! Assim é porque somente a tua consciência se passeia pelos planos superiores... embora não por
muito mais tempo!

E, assim, chegamos ao tema da ascensão!


- Ver «Como incorporar o Espírito»,